Lamento

Clamando num lamento profundo

Voltando às memórias dilacerantesimagem-dor

Que o sofrimento havia postergado

Ressurgindo como um fogo ardente.

 

Queimando como as folhas secas no chão

Depois de um inverno frio e tenebroso

Somente o sol e as flores te acalmarão

Sentindo o calor e o perfume ardoroso.

 

Não creias que haja algum pecado

Fomos todos manipulados com maestria

Com sofrimentos para sermos perdoados

Na ingenuidade, fizemos tudo com valentia.

 

Compactuamos com os instintos fraternos

Pisando em pétalas e sobre os espinhos

Na ausência permanente do amor paterno

Confraternizamos, amamos e suprimos.

 

 

 

Produção: Miriam Carmignan

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s