Inquietante

pes-no-chao

Veloz como o vento, trouxe-me um pouco de alento

Saltitando em terra batida com teus pés firmes no chão

Leve como a ave que flutua sobrevoando num momento

Desafiando o tempo, transpondo-se como um rojão.

 

Aninhas-te em grupos quentes e aconchegantes

Como os beija-flores que buscam tecer seus ninhos

Emocionando aos que se encontram contagiantes

Compartilhando teu deslumbre com muito carinho.

 

Buscas em teu rodante uma alegria para eternizar

Como o sol quente que brilha aquecendo o intenso frio

Com a simplicidade da alma que vincula em teu olhar

Das amarguras vividas numa existência   de muito brio.

 

Produção: Miriam Carmignan

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s