Conflitante

menino-pensando

Na idade da transformação bonita, terna e deslumbrante

Timidamente reverte-se do seu desconforto existencial

Pelas afrontas dos algozes amigos quieto e descontente

Fecha-se em si,  sentindo uma  dor  latente,  descomunal

 

Sem a habilidade em dominar os conflitos,  contemplas sua musa

Que ao seu lado argumenta, discorrendo palavras num repente

Acreditando nos seus talentos que verdadeiramente os recusa

E contemplas  como a suavidade da flor, eternamente presente.

 

Quando numa  sala cheia de livros e pessoas impacientes

Você os auxilia buscando encontrar algo encantador

Distribui suas descobertas pelas páginas lidas e contente

E ela contempla com amável  ternura,  o jovem sonhador.

 

Agraciada e comovida com a sensibilidade prematura

Do inquieto menino,  que em lampejos de cândida lucidez 

Reveste-se de coragem  enfrentando tudo  com bravura

Que com júbilos,  realiza seus sonhos  dourados com altivez!

 

 

 

Produção: Miriam Carmignan

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s