Tempestade

 

furacao

Trovões e raios fulminam o céu escurecido

Agitadas nuvens predestinando um temporal

O medo açoita ferozmente, e todos, estarrecidos

Procuram se proteger do ameaçador vendaval.

 

Observo a forte tempestade que se aproximando vem

Como um rebanho agitado fugindo de seu predador

Que avança destruindo tudo que na sua frente tem

E ninguém abranda a força descontente do seu furor.

 

Num repente, amontoados de resíduos caídos ao chão

Da surpreendente devassa que o mau tempo causou

Lamentos e assombros pela voracidade do furacão

Que demoliu tudo num sopro, por onde ele passou.

 

 

 Produção: Miriam Carmignan

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s