A pureza de uma criança

castelo-areia

Ele brinca na beira do mar bem faceiro

Alheio a aquele amontoado de gente

Transforma-se num herói, eloquente

Como pequeno artista hábil e arteiro.

 

Distraindo-se com seu brinquedo numa mão

Edifica na beira do mar um castelo na areia

Forma um círculo como se fosse uma aldeia

Comprime grande punhado que junta no chão.

 

Com uma mão grande e mecânica artificial

Faz a comparação somando as quantidades

Que vai amontoando com mais velocidade

Numa ação natural, autêntica, bem original.

 

Mais pura inocência de uma bela criança

Tenta amontoar com seu delicado pezinho

Movendo-o rápido para elevar o montinho

Com sua mão própria, sente mais confiança.

 

 

 

Produção texto: Miriam Carmignan

 

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s