Aguentar…

plenitude-2

Tem dias que não sabemos se vamos suportar

Pessoas que desdenham com suas arrogâncias

Intermitentes dizem amar! Ou só se aproveitar?

Corroboram nas vaidades, tamanhas ignorâncias!

 

Com suas prepotências frequentes, ou inoperâncias?

Acham-se superiores aos sensatos comprometimentos

Tolos e valentes, sem nenhuma, mais pouca relevância

Para os que incansavelmente buscam aprimoramentos.

 

Um pouco de compaixão e mais colaboração

Aos dias vividos e divididos, imponentes vidas

Na busca frequente de um pouco de valoração

Das multiplicas situações que foram atribuídas

 

Das labutas incansáveis esperando dias melhores

Ao bem de alguém que não faz mal para ninguém

Seus propósitos são superiores aos bens maiores

Simultâneos e contraditórios desejos, que vão além…

 

Produção texto:  Miriam Carmignan

 

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s