Sobreviver

noite0

Silenciosa noite! Os sons se confundem

Corpos exaustos da costumeira fadiga

Vestígios nos rastros deixados traduzem

Feitos dos andantes homens. Bem diga!

   

Um lugar onde repousar e acalmar a mente

Na escuridão da noite, lentos pensamentos

Trilhas sinuosas, caminhos sem volta. Sente!   

Peregrinação fugidia envolve os sentimentos.

 

Busca sobreviver nas intrínsecas valias

Incerto amanhecer, qual será o destino?

Assola o coração da provisória condição.

 

Escolhas tripudiadas causam fortes estripulias

Contestando os consentidos, quantos desatinos!

Rememora contentamentos. Sublime validação…

 

 

 

Produção: Miriam Carmignan

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s